(041) 3014-0250 / 3076-4972 contato@muratron.com.br

Você sabia?

pilhas-baterias

Pilhas e baterias são utensílios que tornam a vida muito mais prática. Elas estão presentes em relógios, lanternas, telefones celulares, câmeras fotográficas, equipamentos médicos, instrumentos de medição-aferição e muito mais.

Há uma grande variedade de modelos, mas pilhas e baterias são praticamente iguais em sua estrutura, o que as diferencia é que as baterias são formadas por várias pilhas agrupadas em série ou em paralelo, enquanto as pilhas são modelos unitários.

As pilhas e baterias possuem fontes químicas de energia elétrica em seu interior, que variam dependendo do modelo:

Pilha Leclanché

Inventada por Leclanché em 1860, é a mais comum das baterias / pilhas descartáveis. Composta por zinco / dióxido de manganês, esse tipo de pilha apresenta uma relação custo benefício viável somente para usos que requerem valores baixos e médios de corrente elétrica. O problema destas pilhas é que as reações química continuam ocorrendo durante o armazenamento e o período em que permanecem em repouso entre os usos, o que pode provocar vazamentos. Para minimizar a ocorrência de tais reações, os fabricantes adicionam pequenas quantidades de sais de mercúrio solúveis, agentes tensoativos e quelantes, cromatos e dicromatos.

Com isso, as pilhas Leclanché passam a conter mercúrio (Hg)chumbo (Pb) e cádmio (Cd), que podem representar sérios riscos ao meio ambiente.

Pilha alcalina

Esse tipo de pilha é uma modificação da pilha Leclanché. Elas também são compostas por zinco / dióxido de manganês. O recipiente externo das pilhas alcalinas é feito em chapa de aço para garantir melhor vedação e prevenir o risco de vazamentos. A capacidade de descarga (produzir corrente, que é diferente de potência) das pilhas alcalinas descartáveis é cerca de quatro vezes maior em usos que demandam altas correntes elétricas continuamente. Além disso, as pilhas alcalinas não apresentam reações químicas quando não estão em uso, por isso não vazam como as pilhas Leclanché, podendo ser armazenadas por longos períodos. Entretanto, por serem mais caras, as pilhas alcalinas são menos consumidas no Brasil. Algumas pilhas podem ter a indicação “sem adição de Pb, Cd e Hg”, que significam respectivamente chumbo, cádmio e mercúrio, mas não necessariamente serem alcalinas. Para garantir que está comprando pilhas alcalinas procure no rótulo.

Do ponto de vista ambiental, as pilhas alcalinas são mais viáveis, pois não contêm metais tóxicos como mercúrio, chumbo e cádmio.

Bateria de lítio

As baterias de lítio / dióxido de manganês são mais utilizadas em câmeras fotográficas. Elas não têm uma demanda grande, pois possuem alto custo e porque seu uso apresenta riscos significativos: baterias de lítio vedadas de forma incorreta podem expor o lítio à umidade do ar e provocar chamas.

Bateria de chumbo

Esse tipo de bateria é exclusivamente recarregável. Estas baterias são as automotivas, industriais e seladas. A maioria dessas baterias, depois de utilizadas, é recolhida pelos fabricantes nacionais devido ao significativo valor comercial internacional do chumbo e ao fato do Brasil não conter minas deste metal. O problema é que o método de recuperação mais usado pelas empresas é o método pirometalúrgico, em vez do eletroidrometalúrgico, o que acaba contaminando a atmosfera com óxidos de enxofre (SOx ) e com chumbo particulado.

Bateria de íons lítio

As baterias de íons lítio são assim denominadas porque em vez de lítio metálico, utilizam apenas íons lítio. Elas são recarregáveis e fornecem bom desempenho e segurança aos usuários. Muito utilizadas em telefones celulares. Além disso, o fato de empregarem materiais de baixa densidade permite que sejam projetadas para terem menor massa, tamanho e custo. Representam riscos ambientais muito menores do que as de cádmio.

Rechargeable Battery

Como vimos até aqui, as pilhas alcalinas são as mais viáveis ambientalmente por não conterem chumbo, cádmio e mercúrio. Além disso, elas podem ser armazenadas durante maiores períodos de tempo sem correr o risco de vazar e, se possuírem estruturas adequadas, podem ser recarregáveis, evitando maiores descartes. Entretanto, com relação às recarregáveis alcalinas, é preciso ficar atento, pois o desempenho é inferior em relação às recarregáveis comuns. Com relação às baterias, nem sempre temos a opção de escolher, pois muitos aparelhos, carros e equipamentos já possuem um modelo específico de bateria.

Evite falsificadas

Após ter escolhido qual tipo de pilha / bateria é mais adequado e viável ambientalmente para o seu uso, fique atento para evitar modelos falsificados, pois estas podem perder a carga abruptamente, ser menos potentes, vazar mais facilmente, ter menor vida útil, expor o usuário à metais pesados e/ou causarem sério acidentes como combustão e explosões. Além disso, o consumo de pilhas e baterias falsificadas prejudica a logística reversa das fabricantes oficiais, pois as últimas são obrigadas pela lei a disporem de postos de coleta e acabam recebendo produtos de outras origens e arcando com gastos externos. Desconfie se encontrar pilhas e baterias muito baratas ou sem certificados.

E lembre-se: pilhas e baterias são quase 100% recicláveis; após o fim da vida útil, elas precisam ser embaladas em plástico resistente para evitar vazamentos e não devem ser destinadas em aterros sanitários comuns. Procure ações de sua prefeitura ou do seu estado para descarte correto sempre.

Large collection of people grouped together to form a wifi symbol

Os equipamentos wi-fi são uma tendência irreversível porém, backbone que são as redes principais de dados trafegados pela internet ainda precisam ser cabeadas. E não é somente marca que lhe garante qualidade no cabo de rede!

Existem diferenças de padrões entre os cabos de rede que, em alguns casos, podem influenciar de alguma forma na qualidade de transferência de dados. Entretanto, caso você utilize um cabeamento com uma distância inferior a cinco metros, talvez o ganho ou perda de velocidade sejam pouco significativos. Cat é a abreviatura de categoria, logo o número que vem depois é a categoria que pertence o cabo. Basicamente, existem três padrões de cabos de rede: Cat5, Cat5e, Cat6, Cat6a e Cat7, conheça um pouco mais sobre eles:

Cat5: Teoricamente, os cabos do padrão Cat5 podem suportar velocidades de transferência entre 10 Mbps e 100 Mbps. Entretanto, é possível atingir velocidades acima de 1 Gigabit em distâncias mais curtas, mas tudo vai depender das condições da sua rede.

Cat5e: Letra ‘e’ é  de Enhanced que significa melhorado. Essa melhoria se deu principalmente pela composição 100% cobre e padrões mais modernos de produção. A melhoria diminuiu o crosstalk ou diafonia  a qual é a transmissão de sinais indesejados de um canal para o outro famosa interferência. Ela foi feita para suportar velocidades de 1.000 Mbps (ou 1 Gigabit) . O Cat5e tem a capacidade de levar até 1000 mbps, hoje é um dos cabos mais usados no mercado. Outra vantagem é a redução de interferência nas transmissões. Na prática, o padrão se mostra mais adequado para velocidades mais rápidas e transmissões mais estáveis.

An internet cable is seen at a server room in this picture illustration taken in Warsaw January 24, 2012. The Polish government plans to sign an international copyright agreement ACTA (Anti-Counterfeiting Trade Agreement) which faces strong opposition from Internet activists. Internet activists say the agreement will limit freedom of expression and can lead to censorship. Picture taken January 24, 2012. REUTERS/Kacper Pempel (POLAND - Tags: SCIENCE TECHNOLOGY BUSINESS TELECOMS)

Cat6: A geração seguinte de cabeamentos é conhecida como Cat6, que inclui mais algumas melhorias. O nível de interferência é consideravelmente baixo e em alguns casos o padrão pode suportar velocidades de até 10 Gigabits. Porém ele alcança essa velocidade na distância máxima de 55 metros diferente do Cat5 e Cat5e que mantém a velocidade em até 100 metros. Em uma rede doméstica dificilmente você vai usar todo o potencial, de forma que ela só tem alguma utilidade em locais onde a distância de cabeamento seja superior a 10 metros.

Cat6a: Literalmente o Cat6a é a versão aumentada do Cat6, com fios mais grossos e divisão de Nylon mais eficiente. Isso praticamente terminou com o problema da diafonia que ainda persiste em seus antecessores. O Cat6a tem a mesma velocidade de seu antecessor 10 Gbps porém a distância pulou para 100 metros e não 55 como era antes.

O Cat7: este conta com blindagem e alcança velocidades extremamente altas em distâncias bem pequenas de no máximo 15 metros. A velocidade chega até 100 Gbps e após essa distância se mantem em 10 Gbps em até 100 metros. Cat7 tem uma flexibilidade maior que seu antecessor embora os custos ainda sejam quase que inviáveis.

rede-3

É importante lembrar mais uma vez: a velocidade da sua rede é diferente da velocidade da sua internet. Por conta disso, é possível que uma atualização nos seus cabos não resulte em nenhum benefício real para a sua rede, uma vez que, em pequenas distâncias, comuns nas redes domésticas, essas perdas não são tão perceptíveis.

Entretanto, se o seu propósito é transferência de arquivos entre computadores, usar cabos mais novos, como os do padrão Cat6, pode significar um ganho de velocidade. Porém, vale lembrar que você vai precisar mais do que apenas cabos compatíveis com o formato mais recente. É preciso que o roteador e as placas de rede das máquinas também estejam adaptados a esse padrão.

A evolução dos sistemas estruturados de cabo UTP que usam CAT5e para dados e telecomunicações oferecem aos projetistas de sistemas de vigilância com câmera, uma forma avançada de instalar CFTV. Portanto, as redes de vídeo com cabo UTP podem fornecer uma solução direta para os problemas de longa distância, grande quantidade de câmeras e eventuais ampliações do sistemas e assim reduzir drasticamente os custos de instalação e manutenção. Para usufruir das vantagens da transmissão de sinais sobre o cabo UTP foram desenvolvido os conversores de vídeo, ou como também são conhecidos, baluns (parceiro de impedância). Através do sinal balanceado é possível transmitir a imagem da câmera do circuito fechado de televisão (CFTV), com qualidade, até próximo dos 3.000 metros, além de garantir imunidade contra interferências externas e atenuação de sinal.

Como qualquer tipo de cabo, existem hoje no mercado os cabos de rede de boa qualidade que atendem aos padrões e os cabos que acabam alterando componentes para reduzir os custos comprometendo a performance final do sinal.

ENCONTRE AQUI cabos que possuem a certificação da Anatel. Garantindo qualidade.

rede-2

filtro-hepa-mbl10004

 

 

 

 

 

Veja porque que os aspiradores de pó com filtro HEPA são a melhor escolha no momento: A sigla HEPA se refere à expressão em inglês High Efficiency Particulate Air, em uma tradução direta, significa “Partículas de Ar de Alta Eficiência”. Ele é composto por uma malha de fibras dispostas de forma aleatória. Essas pequenas fibras de vidro, com diâmetros que variam de 0,5 a 2 micrômetros, são responsáveis por reter até 99% das impurezas contidas no ar.

Diferentemente dos outros aspiradores, estes não deixam escapar as partes minúsculas aspiradas. Quando eles estão em funcionamento, o saco coletor ou o filtro de papel armazenam as partículas maiores. Entretanto, o ar que passa pelo filtro carregado de impurezas é direcionado para um filtro HEPA, antes de ser expelido novamente. Assim, os ácaros, os vírus e as bactérias ficam retidas no filtro e o resultado é um ambiente muito mais limpo e livre de contaminação.

Eles são muito importantes para aquelas pessoas alérgicas aos ácaros e à outras micropartículas como vírus e bactérias, em que o cuidado com a limpeza deve ser redobrado.

smart-abs02-spin-asb01-electrolux

A durabilidade dos filtros HEPA podem variar, mas em geral recomenda-se que ele seja trocado a cada 10 trocas do filtro de papel ou a cada 6 meses de uso. Dessa forma, você garante o máximo em qualidade e estará seguro de que o ar da sua residência vai estar sempre o mais limpo possível, podendo aspirar não só o chão, mas limpar estofados, almofadas, cortinas e tapetes, garantindo que as partículas de todo o cômodo sejam removidas.

É importante fazer a higienização regularmente para evitar danos ao aparelho e à saúde.Esvazie o reservatório transparente de pó toda vez que estiver cheio. E não se esqueça de trocar o filtro HEPA quando necessário, dependendo da frequência de limpeza do lar.

easyb-1

tvExistem diferenças entre suportes de TV, tudo conforme a sua necessidade.

Suporte Fixo Ideal para visão frontal. Sua TV fica como um quadro. Suporte de fácil instalação, grande segurança e discreto devido sua espessura. Próprio para otimização de espaço e modernização do ambiente, pois fica muito rente à parede tornando o local mais limpo/simples. Para todo local que não requer movimentação da TV.

Suporte Inclinado Ideal para visão frontal e superior, evitando reflexos de luz e permitindo assistir à TV de diferentes ângulos – ajustando o grau para o melhor campo de visão. Suporte de fácil instalação, apropriado para ganhar mais espaço no ambiente por ser muito discreto. Indicado para fixar nas partes mais altas. Para salas, quartos e ambientes pequenos como apartamentos e cômodos integrados.

Suporte de Teto Ideal para visão superior e lateral, pois permite ajuste de 360º. Adequado para centralizar a TV no ambiente ou também em locais na qual não há possibilidade de furar a parede ou não possui parede na área onde a TV precisa estar. Permite o ajuste de altura (movimentos verticais), inclinação e rotação (movimentos horizontais). Para grandes, salas, hospitais, escritórios, quartos, cozinhas, bares, academias, recepções, salas de reunião e demais ambientes comerciais/públicos.

sop-2Suporte Articulado Ideal para visão frontal, superior e lateral, pois permite que a TV seja movida em todas as direções, podendo ajustar a TV para assistir em diferentes ângulos eliminando reflexos de luz. Essa linha é recomendada para ambientes que necessitem de movimentação constante, ambientes divididos ou que tenham a necessidade de otimizar o espaço. Para apartamentos, salas pequenas, recepções, quartos, hospitais, bares, restaurantes, academias, escritórios e outros espaços com grande circulação de pessoas.

sop-1Nosso parceiro é a BRASFORMA. Em 2016 conquistou o selo ISO 9001: 2015, reconhecido internacionalmente e que garante a excelência do produto e atendimento aos clientes. Os produtos são produzidos a partir dos melhores materiais disponíveis no mercado, como em muitos casos o aço carbono, passando por tratamento anticorrosivo e pintura eletrostática. Todo o processo de desenvolvimento e produção dos produtos atendem requisitos técnicos, legais e normativos. São inspecionados, testados e aprovados, conforme diretrizes de órgãos nacionais e normas internacionais de qualidade, garantindo: segurança, durabilidade, resistência, tecnologia, qualidade, credibilidade e o compromisso com a satisfação.

ENCONTRE AQUI os mais variados modelos de suportes de TV, de projetor, de bicicleta, de microondas, para os mais variados ambientes!